amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

Arquivo de junho de 2011

Taí a dica

domingo, 26 de junho de 2011

 A “Boxing Cat Brewery” é uma microcervejaria descolada que também serve bons sandubas e comida legal aqui em Shanghai. Boa pedida para o verão que está começando. O visitante atento, quando for ao banheiro, poderá até encontrar uns conselhos para um relacionamento amoroso saudável e duradouro:

 

o AmuseBouche não se responsabiliza...

o AmuseBouche não se responsabiliza...

 

Boxing Cat Brewery

Sinan Mansions, Unit 26A
519-521 Fu Xing Zhong Lu

Shanghai – PRC

Tel: 6426-0360

Queimando as Panelas

segunda-feira, 6 de junho de 2011

 

Por aqui eles estão  em todos os fogões. Há de todo tipo de material e os preços vão de RMB 30 (R$ 9) a RMB 2.000 (R$ 500). Os tamanhos e formatos são mais ou menos os mesmos. O meu eu comprei seguindo as recomendações do Wang Lao Shi. É de ferro fundido, do tipo mais popular e barato (RMB 50), segundo o Chef, o melhor. Tem gente no ocidente que chama de “Wok” a mais indispensável panela da cozinha chinesa. Puro engano. Peça uma “Wok” em qualquer loja da China e veja em seguida a cara confusa do vendedor. Aqui elas se chamam mesmo é Guō Zi ()!

A exemplo das nossas queridas panelas de barro do Brasil (tenho umas 3 ou 4, cada uma com uma história muito legal – um dia eu conto), os Guō Zi tem de ser queimados antes de usados pela primeira vez. Só que de um jeito diferente. Eu aprendi a técnica com o Chef Wang. Divido e desenho por aqui o “passo a passo”, que é pra não ter erro.

 

panela-ro0001

 

Primeiro é preciso esquentar bem o Guō Zi no fogo alto. Eu disse esquentar bem, mas na verdade deve-se esquentar muuuito. Quando você achar que já está bom, deixe ainda mais um pouco.

 

Em seguida, pegue uma boa quantidade de restos de legumes e verduras crus (uns 5 punhados): cascas de cenoura, abóbora, batata… talos de salsa, folhas velhas de qualquer vegetal comestível, aparas de cebola… Jogue no Guō Zi, mantenha o fogo alto e vá mexendo até que tudo esteja bem murcho, um pouco queimado até.

 

Junte aparas de carne, sebo, ossos, pele de frango, couro de toucinho… o que tiver de restos de qualquer carne crua. “Refogue” por uns 5 minutos, mexendo sempre.

 

Então acrescente mais ou menos um copo cheio de óleo vegetal usado. Deixe esta gororoba mais uns 5 minutos no fogo e então despeje tudo num recipiente e reserve.

 

Telefone para os vizinhos e para os bombeiros avisando que não se trata de incêndio o fumacê que sai da janela de sua cozinha. Explique que está apenas dando o primeiro passo para fazer comida chinesa da maneira certa.

 

Lave e esfregue bem o Guō Zi com água e sabão. Enxugue.

 

E repita o processo acima mais 3 vezes (menos “ligar para os vizinhos e os bombeiros”, se não os vizinhos vão achar que você está maluco e aí eles é que vão telefonar: para mandar o sanatório lhe buscar).

 

Nas 3 vezes em que repetir o processo, basta esquentar muito o Guō Zi e então acrescentar a gororoba que foi “preparada” da primeira vez.

 

panelas12

Chef Wang e eu - queimando os Guo Zi

 

 

 

Recomendações: 1) NÃO COMA a gororoba! 2) Antes de iniciar o processo, obtenha permissão de quem mora na sua casa. 3) Distribua máscaras contra fumaça se possível. 4) Trate muito bem que for limpar a cozinha.

 

 

panelas21

Guo Zi: antes (esq) e depois (dir) de queimado

 

Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado