amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

Arquivo da Categoria ‘Diversos’

Como Fazer Bitter Artesanal – agora é moda?!

domingo, 7 de abril de 2013

 

Não sei se a moda já chegou no Brasil, mas a nova mania entre os blogueiros deste lado do hemisfério é preparar em casa os seus próprios “Bitters”. É uma ótima maneira de incrementar e dar um toque exclusivo a Old Fashioneds, Negronis, Metropolitans e afins. Há também quem aproveite em bolos, sobremesas e até saladas.

 

Já contei por aqui que não sou propenso a testar modinhas culinárias. Não embarquei na cozinha molecular, nem no thermomix. Tampouco na cocção à baixa temperatura, no sorvete de keffir, na neura do “ovo perfeito” e no caramelo salgado – apesar de adorar este último. Na verdade, fujo de modismos e detesto seguir tendências. Exceção feita, sem arrependimentos, ao Levain caseiro.

 

Acontece que desde que mudamos para a China passei a preparar mais drinks em casa. Comecei a explorar os coquetéis mais tradicionais (de novo, nada de modismos!), meus preferidos. Ter à mão o meu próprio bitter pareceu-me boa ideia, uma ótima maneira de diferenciar. Considerando que estou em Shanghai, optei por especiarias que insinuassem algo do aroma da comida local: anis estrelado, canela e gengibre – bem shanghaineses. Para dar bossa, um ramo de alecrim do jardim (este não é chinês…) e na falta de ervas específicas (genciana, por exemplo) as cascas de limão e laranja trouxeram amargor e muito perfume.

 

Bitter2

 

Após duas semanas de maturação, o bitter artesanal estava pronto. Testei na semana passada em alguns drinks. Ficou ótimo no Negroni e no Manhattan também. Entretanto não funcionou com o Dry Martini, que, entre tudo que já foi inventado por detrás de um balcão de bar, é o meu preferido (vou continuar fazendo-o como antes, da maneira “quase clássica”). Os amigos adoraram, pediram amostras e disseram que eu deveria rotular a garrafinha e dar um nome à bebida. Não me fiz de rogado: desenhei um rótulo e batizei o bitter de “Mr. Luó”, que é nada mais, nada menos do que meu nome chinês. E ainda tive a pachorra de fotografar. Maluquices de marqueteiro após dois Negronis na cabeça…

 

Bitter3

 

Bitter Artesanal – Minha receita (“Mr. Luó”)

 

Ingredientes:

 

-Casca de 1 limão sciciliano (com a parte branca, para dar amargor).

-Casca de 1 laranja bem madura (com a parte branca para dar amargor).

-5 cravos da Índia.

-1 pau de canela.

-3 anis estrelado (colocar menos se preferir um sabor menos pronunciado).

-1/2 noz moscada.

-Zimbro: 5 unidades.

-1 ramo de alecrim.

-2 fatias de gengibre.

-1 colher de sopa bem cheia de mel.

-Vodka o quanto baste.

 

Modo de preparo:

 

1.Coloque todos os ingredientes em um vidro de compota. Complete com a Vodka e feche hermeticamente.

2.Deixe macerar por no mínimo 2 semanas, sacudindo o vidro uma vez por dia.

3.Após o período de maceração, coe e engarrafe.

 

Pimenta pra que te quero!

domingo, 9 de dezembro de 2012

 

Sábado retrasado foi dia de Vatapá aqui em casa. Fiz, como sempre, a receita consagrada, bahiana e tradicionalíssima de D. Aparecida, que já postei aqui.

 

Prestes a servir os convidados, me dei conta de que meu melhor molho de pimenta estava quase acabando e não seria suficiente para todos. Havia Tabasco, mas daí a cometer o pecado mortal de temperar comida brasileira com um molhinho gringo…

 

Tive então a idéia de improvisar com o que estava à mão, ou seja, os ingredientes do próprio vatapá. Juntei pimenta fresca com leite de coco, limão, gengibre…

 

 

Ficou booom! Tão bom que os amigos pediram um vidro de presente. Preparei hoje, tomando o cuidado de anotar todas as medidas e fotografar.

 

 

Molho de Pimenta ao Leite de Coco

 

Ingredientes:

 

- 100g de pimenta vermelha (Dedo de Moça ou Malagueta. Usei a Xiăo Mĭ aqui da China).

- Suco de 2 limões graúdos.

- 1 pitada de sal.

- 1 fatia de gengibre.

- 1 dente de alho descascado e cortado no sentido do comprimento.

- 6 colheres de sopa de leite de coco.

 

Modo de Preparo:

 

1. Retire o cabo das pimentas e corte-as em rodelas de cerca de 0,5cm.

2. Coloque em um vidro de conserva e acrescente os demais ingredientes. Misture bem e sirva.

Obs.: guardar em geladeira, no vidro bem fechado. Como foi a primeira vez, não sei quanto tempo dura… vamos observando…

 

Networking

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Davizinho ontem, durante o café da manhã:

- Pai, sabia que só existem 3 pessoas entre mim e o Obama?
- Hã, filho? Como assim?
- É! 3 pessoas. A Mrs. Lucas, minha professora de Numeracy, disse que o marido dela é amigo de uma pessoa nos Estados Unidos que é membro da Court. E esta pessoa é amicíssima do Obama. Então entre mim e o Obama só tem a Mrs. Lucas, o Mr. Lucas e o amigo dele da Court.
- Ah… (dois segundos de silêncio) Entendi…

Seguindo esta linha de raciocínio, concluo que só existem 4 pessoas entre o que lhes escreve e o presidente dos Estados Unidos. Como diz um grande amigo meu: “moooorraaa de inveja!”. Risos+risos+risos.

"Obama" por Lucas, que desenhou especialmente para este post

"Obama" por Lucas, que desenhou especialmente para este post

Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado