amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

dos Bons Tempos

Não sei que mecanismo é este que existe dentro da minha cabeça que me faz desenterrar – nos momentos mais absurdos – as memórias mais remotas da minha infância e pré-adolescência. Via de regra, são cenas corriqueiras, fatos banais, desinteressantes. Porém as lembranças de episódios peculiares junto a pessoas queridas também surgem de vez em quando.

Talvez Freud, Jung, Lacan ou então o Dr. Pinel possam explicar como é que outro dia, passando pelo porto em Hong Kong, a caminho do aeroporto, meu pensamento foi parar lá nos meus 9 ou 10 anos de idade, em Ribeirão Preto. A reminiscência veio em forma de um Coquetel de Camarão, inesquecível, que comíamos na casa do Manel, Táta, André e Nanda, amigos da família há muito tempo. Eu acho que este era um “signature dish” da Táta, num tempo em que camarão era coisa difícil de achar, especialmente lá no Oeste do Estado de São Paulo. Tempo também em que o termo “signature dish” ainda nem havia sido inventado!

Por sorte está aí o abominável Facebook (sobre o abominável escreverei um dia destes) com uma de suas pouquíssimas serventias que é permitir manter algum contato com os amigos que estão longe (bem, na verdade quem está longe sou eu… mas esta também é outra história) ou com aqueles que, apesar de especiais, costumamos encontrar de forma bissexta. Mandei uma mensagem prá Nanda, que respondeu no dia seguinte, com a receita. Preparei exatamente conforme as instruções, a não ser por umas gotinhas de Tabasco e um pouco mais de Gin do que o indicado (licença poética!). Comi, como nos velhos tempos, com torradinhas (na época eram as famosas “Bi-tost Bauducco”). Terça feira próxima tem mais Hong Kong: vamos ver onde o pensamento vai parar.

coquetelcamarao

 

Coquetel de Camarão
da Maria Carmem Balau

Ingredientes:

- 3 xícaras de maionese (se puder faça a sua. Aqui tem o processo completo)
- 1 xícara de creme de leite.
- ½ xícara de ketchup.
- 3 colheres de sopa de molho inglês (Worcester Sauce).
- 3 colheres de sopa de gin.
- Bastante camarão, descascado, limpo e cozido em água + sal + limão.

Modo de Preparo:

1. Pique os camarões bem miudinhos (reserve alguns para enfeitar).
2. Misture a maionese, o creme de leite, o ketchup, o molho inglês e o gin. Acrescente o camarão picado. Leve à geladeira.
3. Sirva em taças tipo coqutel e enfeite com camarões inteiros.
4. Acompanha salada e/ou torradinhas.

14 comentários para “dos Bons Tempos”

  1. Flavia disse:

    Aiiii Ro que delicia!!! E o que eu mais gostava era que este coquetel de camaão era comido pela Nanda no café da manhã com coca-cola!! Muita ousadia para uma criança de 7-8 anos como eu que o cafe da manha era cafe com leite e pao!! Imagina se eu nao dava tudo por um cafe da manha na casa da Nanda… Bons tempos, que graças receitas como estas podem voltar de vez em quando!! Beijos, saudades te amo

  2. Rogerio disse:

    é isso mesmo! Tomado com coca-cola! Havia me esquecido deste detalhe. Bons tempos, tempos muito felizes.
    Precisamos ver se na próxima vez em SP a Nanda não aparece também e fazemos este coquetel de camarão, com muita coca-cola pra acompanhar.
    Te amo tb!
    Beijo
    Ro

  3. wair disse:

    Acho que os anos 80 queimaram parte de meu HD, não consigo me lembrar de muita coisa da infância/adolescência. Mas seu post me remeteu a tempos imemoriais, quando meu pai nos levava para a Igreja de São Judas Tadeu, aqui em SP (ele era devoto deste santo), e em seguida íamos a um restaurante lá perto. Somente para eu pedir morangos com chantilly de sobremesa…Forte abraço!
    Wair

  4. Giane disse:

    Anos 80, exatamente. Eu adorava cocktail de camarao. Mas hj, com meus gostos mais apurados devido a idade – acho que tinha muito Ketchup!!!

    Tentarei fazer pela sua receita, me parece irresistivel!

    Acompanho seu blog meio que anonimamente (escrevi somente uma vez, porque queria obter detalhes sobre a carne de charque, que vc gentilmente me respondeu).

    Adoro ler td o que vc escreve, simplesmente Klasse! Já pensou em escrever um livro? Algo como: diário de viagem (s); cozinhas do mundo; minhas experiencias pelo mundo…sei lá “Stoff hast Du, auf jeden fall”

    Liebe Grüße aus Deutschland,

    Giane

  5. Giane disse:

    Eu novamente! Procurei no Itunes e no Google e nao achei esta musica maravilhosa que toca no fundo… Fernando Avila tem um monte, mas este eu nao achei.

    Poderia me dar uma dica?

    Muito obrigada,

    Giane

  6. marcel disse:

    Rogério, meu querido, quanto tempo….. e a gente sempre sem tempo !!!!
    Espero que que a Gabi (nossa eterna Jequiti Girl) e os meninos estam bem.
    Esse mecanismo que te acomente também ocorre comigo e é simples. estamos ficando velhos e nossa memória imediata e de curto prazo começa a dar espaço pra de longo prazo – ahahaha.
    Quando estiver por aqui não deixe de ligar. Forte abraço.

  7. Marcy Cavalcanti disse:

    Oi Rogério! não se preocupe, vc ainda está bem novo, com quase 50n como eu tudo fica ainda mais nostálgico, e o simples fato de ouvir o hino nacional na abertura de qualquer evento esportivo me traz lágrimas nos olhos!!!!pode?
    Bem, não sei se vc lembra de mim, mas moro em Blumenau e estamos saindo de uma enchente, aliás, hoje o Rio está voltando para o leito normal. Não sei enviar fotos, mas vc pode ver no site da cidade. Foi feia a coisa por aqui. Graças a Deus fico na turma dos que podem ajudar e não dos que precisam de ajuda. daqui a pouco vou sair pra cumprir o paple de cidadão. Tá, minha filha que fazia pós em Berkeley, está agora como trainee do citi Bank, em sampa, na área de finance. A mais velha continua em floripa na área de turismo. Mais esperta ela, eu diria!!! só pra te contar algumas coisas daqui. Quanda aparecer no Brasil, vou reiterar o convite, venha nos visitar, meu marido e eu adoramos receber pessoas. E quem sabe conincide com o dia do nosso clube de vinho. Já te passei o blog né? salutauvin.blogspot.com
    Abraços para todos.

  8. Rogerio disse:

    Oi Marcy! Tudo bem?
    Pois é, tenho acompanhado daqui o que está acontecendo em S. Catarina. Muito triste. Bom saber que com você está tudo bem. Há uns 3 ou 4 anos houve uma enchente muito séria em Itajaí e eu tenho vários colegas por lá que passaram pelo mesmo aperto. Estamos tocendo daqui.
    Legal também saber notícias das suas “meninas”. E depois de 20 anos no mundinho corporativo, eu diria que, sem dúvida, tua filha mais velha foi beeeem mais esperta :) Se serve de consolo, eu sempre digo que o único lugar onde você tem a chance de realmente ganhar dinheiro honesto trabalhando é em banco. E se a tua mais nova já tem um “DNA” de Berkley, mais chances ainda. Agora tá na hora de vocês começarem a “explorá-la”…kkkkkkkkk (brincadeirinha).
    Super obrigado pelo convite. Sem dúvida, quando for a Blumenau vou cobrar a taça de vinho!
    Abração
    Rogério

  9. Rogerio disse:

    Grande Marcel!
    Saudades, cara!
    Pois é… a velhice chegando, meu caro. Do jeito que minha barba tá ficando grisalha, no próximo natal já posso faturar um extra como papai noel. Só não ganhei os quilinhos extras!
    Falando em velhice, me pergunto se a Bia e a Luiza já estão namorando! kkkkkk
    Beijão na Betty!
    Rogério

  10. Rogerio disse:

    Oi Giane!
    Você está certa! Tudo tinha muito Ketchup (Cica), lembra?
    Quanto ao livro, sinceramente nunca pensei… mas quem sabe, né? Vou deixar a idéia fermentando…
    Mit freündlichen Grüsse (meu computador não tem o esstzet),
    Rogério

  11. Rogerio disse:

    Pois é, Giane, o Fernando Ávila faz o maior sucesso aqui no blog. Ele é um guitarrista / compositor / arranjador que vive na Espanha. E eu tomei conhecimento do trabalho dele porque a esposa, Luciana, é leitora aqui do blog e me recomendou. Acho que você pode entrar em contato através do link abaixo:

    http://www.myspace.com/fernandoavila1

    Fernando Ávila: Músico, compositor e Produtor musical. Nascido no Brasil e atualmente reside na Espanha. Estilo Pop/Jazz/Rock. É Guitarrista e violonista, e fez esse CD com a Participação dos músicos Brasileiros: Zecão (Carlos Belicio) no Contra Baixo e Eraldo Santos na Bateria. Os teclados e Cordas foram feitas por ele. Parte do CD foi feito no Brasil, sendo a Mixagem e a Materização na Espanha. Fernando Ávila começou a estudar música aos 8 anos (Clássica), Depois estudou sozinho Rock e Jazz. Começou tocando na noite e depois tocou com vários artistas no Brasil; Agora, Fernando Ávila está divulgando seu trabalho pela Europa, e se dedica a sua carreira solo (como Guitarrista) e a produção musical.

    Fernando Ávila is a musician, composer and music producer . He was born in Brazil and
    nowadays he lives in Spain. Style: Pop/jazz/Rock. He is a guitar player
    ( eletric and acoustic). He made this cd, featuring the Brazilian
    musicians: Zecão ( Carlos Belicio) playing the bass and Eraldo Santos
    playing the drums, keyboard and eletric/acoustic guitar by Fernando
    Ávila. This cd was recorded in Brazil, masterized and mixed in Spain.
    Fernando Ávila started studying music when he was 8 years old
    (Classical music), and then he continued researching Jazz and Rock by
    himself. He has performed with many Brazilian artists. Now he is
    promoting his work as a guitar player and music producer.

  12. Rogerio disse:

    Pois é, Giane… o Fernando Ávila faz o maior sucesso aqui no Blog. Tomei conhecimento do trabalho dele através da esposa dele, Luciana, que é leitora aqui do blog e recomendou. Abaixo o link dele no myspace e também uma pequena biografia. abs Rogério

    http://www.myspace.com/fernandoavila1

    Fernando Ávila: Músico, compositor e Produtor musical. Nascido no Brasil e atualmente reside na Espanha. Estilo Pop/Jazz/Rock. É Guitarrista e violonista, e fez esse CD com a Participação dos músicos Brasileiros: Zecão (Carlos Belicio) no Contra Baixo e Eraldo Santos na Bateria. Os teclados e Cordas foram feitas por ele. Parte do CD foi feito no Brasil, sendo a Mixagem e a Materização na Espanha. Fernando Ávila começou a estudar música aos 8 anos (Clássica), Depois estudou sozinho Rock e Jazz. Começou tocando na noite e depois tocou com vários artistas no Brasil; Agora, Fernando Ávila está divulgando seu trabalho pela Europa, e se dedica a sua carreira solo (como Guitarrista) e a produção musical.

  13. maria carmem disse:

    Rogerio,muitos beijos cheios de saudades! Que alegria ter noticias suas; quando vier no Brasil será um prazer receber voce e sua familia aqui em Ribeirão. Poderemos fazer outros pratos.Foi uma época em nossas vidas que deixaram saudades.Beijos! Tata

  14. Nanda Balau disse:

    Ro, que delicia ler seu post! Como é bom relembrar um tempo onde éramos mto felizes, sem grandes responsabilidades….rs.
    Era delicioso mesmo comer coquetel de camarão com coca cola no cafe da manhã…. E eu adorava qdo a Flavia estava em casa compartilhando este momento comigo!
    Qdo vc estiver no Brasil, pode me convidar MESMO, para uma degustação de coquetel de camarão! Vou adorar estar com todos vcs, que são tão queridos por mim!
    Beijos com saudades!
    Nanda.

Deixe um comentário

 
Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado