amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

Radiola 6 – Claus Ogermann

 

ogermann1Aqueles que, como eu, têm a mania de ler os créditos de gravação dos bons discos (isso mesmo, discos – comecei a ouvir música no século passado, em vitrolas…) e CD’s conhecem Claus Ogermann. Com certeza sabem que ele assina os arranjos do antológico “Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim”, de 1967. Sabem também que trabalhando com artistas como Sammy Davis Jr., Barbara Streissand, Stan Getz, Oscar Peterson, George Benson, Bill Evans, Dianna Krall e mais uma lista enorme de estrelas, Ogermann tornou-se um dos maiores arranjadores do século XX. Foi indicado mais de 15 vezes para o Grammy, tendo ganho o prêmio em 1979.

 

Até aqui, nenhuma novidade. O que pouca gente sabe é que por volta de 1970 Ogermann resolveu dar uma guinada em sua carreira dedicando-se quase que exclusivamente à composição clássica. Foi durante um vôo de S. Paulo para Amsterdam que tive contato pela primeira vez com a “versão erudita” de Ogermann. Explico: dentre as várias opções do menu de música clássica “on demand” da KLM estava o álbum Works for Violin & Piano, com Yue Deng e Jean-Yves Thibaudet. Gostei de cara e após muita luta consegui o CD, graças a um colega holandês que fez a gentileza de encomendá-lo.

 

É música séria e consistente. Ogermann sabe escrever música de câmara e estabelece um diálogo muito equilibrado entre piano e violino. Das quatro peças do álbum, Nightwings (que pode ser encontrada no Ipod aí de cima) é a mais fácil de ouvir. Quase uma berceuse, muito melodiosa, é uma boa introdução às demais obras, mais densas, complexas e exigentes em termos de interpretação. São mais 3 composições: Sarabande-Fantasie, Duo lírico e Preludio and Chant. Deng e Thibaudet dão conta do serviço com bom gosto e classe. Gostei do jeito como tocam juntos, principalmente como trabalham a dinâmica.

 

Certa vez, Glenn Gould escreveu a Claus Ogermann: “I’ve been listening to your work almost obsessively. (…) This is very much my kind of music”. Penso da mesma forma e continuo ouvindo o Works for Violin & Piano sem parar neste julho chuvoso.

 

Claus Ogermann – Works for Violin & Piano

Yue Deng & Jean-Yves Thibaudet

Decca

Gravado no Capitol Studios, Los Angeles em 18 e 19 de fevereiro de 2006

Um comentário para “Radiola 6 – Claus Ogermann”

  1. livia disse:

    esta música é tudo de bom!

Deixe um comentário

 
Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado