amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

Cauby!

Xim Xenhorrr, professorrrr!

Semana passada, presente de aniversário para meu pai: show do Cauby Peixoto no Bar Brahma. Faz tempo que ele é fã, desde a época da juventude, quando contracenou com Cauby numa foto novela. Na estória, meu pai era o instrutor de ginástica da namorada do galã ciumento. E quem era o tal galã? Cauby em pessoa!

A foto abaixo foi a única que restou… passou recentemente por digitalização e foi devidamente autografada:

cauby-fotonovela

Passados mais de 50 anos, o re-encontro (esclareço que meu pai é o de camisa preta!):

cauby-e-pai

Vale (muito) a pena ir ao Bar Brahma, apesar do preconceito que muitos têm contra o centro da cidade. Como o show começa às 22:30hs, é mais tranqüilo chegar de carro à famosa esquina da Avenida Ipiranga com São João. Há vallet e muita segurança na porta. É preciso chegar com antecedência (por volta das 21hs). Ótimo pretexto para vários chopps impecáveis, pastéis e outros petiscos caprichados, enquanto se espera pelo espetáculo.

Ver Cauby sendo aclamado pelo público ao entrar no salão causa emoção. Ele vem devagar, com certa dificuldade, passos curtos, apoiado nos seguranças. Mas vem feliz, risonho, todo simpatia. Me pergunto se com aquela idade ele vai dar conta do show. Será que ele agüenta? Ainda tem voz e resistência?

cauby-entrando1

Ajudado pelos músicos, sobe a escadinha do pequeno palco, senta em sua cadeira e ajeita a estante onde está o roteiro do show e as letras das músicas. A banda começa a tocar. E então tudo se transforma. Cauby mostra a que veio, a voz perfeita, potente, limpa e afinada. A interpretação despreocupada, por vezes marota, por vezes maliciosa, reflete a tranqüilidade de quem tem anos de estrada e sabe hipnotizar qualquer tipo de público. Ele usa e abusa do carisma e arrisca canções novas no repertório. Fantástico, emocionante, imperdível.

caubi-canta

Que analogia posso utilizar para descrever a experiência? Acho que Cauby é como vinho bom. O rótulo já não é o mesmo, a garrafa pode estar bem empoeirada, a rolha tem de ser manuseada com todo cuidado… mas o conteúdo é revelador. Cheio das surpresas, nuances e profundidade que só os grandes vinhos de guarda podem oferecer.

Cauby Peixoto no Bar Brahma. Todas as 2as. feiras às 22:30. Bar Brahma – av. Ipiranga com S. João. R$ 60

2 comentários para “Cauby!”

  1. luiz disse:

    Muito boa história, Rogério. Deu vontade de ir, tenho muita pena quando vejo o Centro sendo desvalorizado, é a parte mais linda de Sao Paulo.

  2. Rogerio disse:

    Luiz,
    Vá, enquanto é tempo, porque não sei se ele dura muito. É inesquecível.
    Abraço
    Rogério

Deixe um comentário

 
Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado