amuseBOUCHE

Para falar do que eu gosto...

DiárioReceitasVinhos & CiaDicas e AfinsDicionário

Handle with care

Sou louco por pimenta. De qualquer tipo. Do reino, “chillies”, exóticas, em molhos, conservas ou ao natural. Tenho uma coleção delas. Pela foto da minha cozinha pode-se ter uma idéia da minha predileção.


Na prateleira do meio estão exemplares que trouxe de longe: pimenta “Sechuan”, pimenta negra selvagem da África, “poivre long”, pimenta da Jamaica e pepperoncinni. Na parte de cima, pimenta branca de Punjab, que eu uso em alguns risottos muito especiais.

Mas não para por aí. Na geladeira contei seis vidros de pimentas diferentes. Tem de Minas, Goiás e Mato Grosso. Também tem umas brabas, lá da Bahia. E a estrela da minha “pimentoteca”: uma conserva que veio da fazenda de um amigo de Ribeirão Preto. A mistura de vários tipos de pimentas verdes, já tem uns nove anos e quanto mais envelhece, mais interessante fica, com sabores mais sutis, porém complexos. Sim, eu defendo a teoria de que boas pimentas melhoram com o tempo. Igual a certos vinhos, só que com a vantagem de poder abrir e fechar quando quiser. Infelizmente, quem preparou já faleceu e não passou adiante a fórmula secreta. Portanto, o potinho é único e eu só uso em pratos que realmente merecem (como o bobó de camarão da minha mãe, receita de gerações).


Outra coisa que faz sucesso por aqui é um molho de pimenta facílimo que preparo há muito tempo. Vários amigos já provaram, aprovaram e pediram a receita. Enfim tomei vergonha e medi a quantidade dos ingredientes, para poder publicar. Especialmente para aqueles que como eu, acham que pimenta na língua é refresco.


Meu Molho de Pimenta

Ingredientes:

- 12 pimentas dedo de moça maduras, lavadas e sem o “cabinho” (para um molho mais forte, pode-se adicionar algumas pimentas malagueta).
- 2 dentes de alho descascados.
- 100ml de azeite de oliva.
- 100ml de vinagre de vinho tinto.
- 100ml de massa de tomate.
- 2 colheres de café de sal.

Modo de preparo:

Bater tudo no liquidificador. Acondicionar em um pote de vidro e guardar na geladeira.

Tags:

6 comentários para “Handle with care”

  1. Gourmandise disse:

    Outro dia, experimentei uma calda de frutas vermelhas com pimenta Togarashi. Ficou muito bom! Precisa experimentar.
    bjo

  2. Rogério disse:

    Olha, muito boa idéia!
    Eu tenho togarashi em casa. Vou preparar na primeira oportunidade e contar por aqui.

    Beijo
    Rogério

  3. Neide Rigo disse:

    Eu sou destas que acham que pimenta é refresco. Não passo sem.
    Um beijo, n

  4. Rogério disse:

    Neide, acabei de trazer da Arábia Saudita uma que promete. Vou plantar e, se saírem as mudinhas, lhe mando uma.
    Beijo
    Rogério

  5. Aqui em casa temos vários fãs de pimenta. Tem uma receita do marrocos, chamada Harissa, compra-se pronta mas faz-se em casa. Se quiser, passo para você! O nome quer dizer Ardida/Quente!

  6. Rogério disse:

    Micheline, Jorge,
    Ô se quero a receita! Mandem assim que possível por favor.
    E se vocês permitirem, publico por aqui (com os devidos créditos!)
    abraço
    Rogério

Deixe um comentário

 
Amuse Bouche - Conteúdo alimentado por Rogério Moraes
Design; OPORTO design integrado