• Rogério

Aprendiz IV - Vinho com o quê?


Jiló. Jiló com curry!


Não dá para descrever a cara de espanto da Bete e do David quando cheguei à loja pedindo um vinho para combinar com a receita que vi ontem no “Come-se”. Como a princípio eu queria um vinho branco, a primeira sugestão foi um Gewuztraminer. Infelizmente não havia nenhum em estoque. Daí em diante foi uma seqüência de suposições. Passamos por Syrahs, Cabernets e afins. Pesquisas no google…que vinho combinaria com curry, afinal? Nenhuma pista. E por que um prato tão exótico e diferente? Porque se fosse um “boeuf bourguignon” não teria a mínima graça! Na combinação inusitada é que estava o desafio.


Por fim, Bete sugeriu um espumante, o mais encorpado possível. O raciocínio foi o seguinte: na pior das hípóteses, a refrescância do espumante equilibraria a ardência do curry. Escolhemos o “Margot Extra Brut”, argentino de Mendoza.


Quer saber? A combinação não ficou lá estas maravilhas. Mas também não foi desastrosa. Valeu a experiência. Em tempo: sugestões são bem-vindas…


P.S. Fiz o curry de jiló tal qual a receita da Neide Rigo, acompanhado de arroz jasmin. Continuo amando jiló. Com curry ou com angú…


- Margot Blanc de Noirs Extra Brut – espumante, método Champenoise

- Bodegas Margot – Mendoza, Argentina.

- Chardonay / Syrah.

Cor amarelo, quase pêssego. Aroma de Peras, casca de laranja seca, pão. Encorpado. Na boca frutas amarelas, floral, equilibrado, agradável. Gostei.

1 view

© 2020 Rogério Moraes