• Rogério

Ainda o Agreste

Sobrou castanha e amendoim. E também sobrou camarão fresco, já sem casca e limpo, que não foi usado na moqueca que acompanhou o vatapá (post abaixo). Judiação desperdiçar. Mas como aproveitar? Veio uma idéia maluca: um tipo de pesto, rapidinho, meio nordestino, à brasileira, com jeitão e sotaque da nossa terra. Foi o prato do jantar desta última segunda feira. Apesar da foto sem nenhum “apetite appeal”, ficou uma delícia e fez bastante sucesso aqui em casa.


Acompanhado de arroz branco e, é claro, da imprescindível Pimenta Comari que a Sandra trouxe…

… combinou perfeitamente com um “Pikes – The White Mullet 2010” (australiano – corte de Riesling+Chenin Blanc+Sauvignon Blanc+Viogner) muito refrescante e cheio de caráter, começando bem uma semana de trabalho que foi extremamente dura e dasafiadora (coisas da China).

Camarão ao “Pesto” com Jeitão Nordestino Ingredientes (para 2 pessoas): - 1 punhado de castanhas de caju torradas. - 1 punhado de amendoim torrado. - 4 colheres de sopa de azeite. - 1 punhado de coentro. - Suco de ½ limão. - Sal a gosto. - 2 dentes de alho espremidos. - 1 colher de sobremesa de manteiga. - 400g de camarão descascado e limpo. Modo de preparo: 1. Triture levemente num processador as castanhas de caju, o amendoim torrado, o azeite, o suco de limão, o coentro e o sal. Reserve. 2. Tempere os camarões com um pouquinho de sal e limão. 3. Numa frigideira grande ou panela esmaltada salteie o alho na manteiga, com cuidado para não queimar. 4. Quando o alho estiver dourado, juntar o camarão, refogar por uns 2 minutos e acrescentar o “pesto”. Misturar até que o camarão esteja cozido. 5. Servir com arroz branco e, é claro, pimenta de qualidade (a Comari, muito frutada, funcionou bem).



© 2020 Rogério Moraes