Rogério Moraes 06/04/2013 • 2 min
links sociais

Como Fazer Bitter Artesanal – agora é moda?!

Não sei se a moda já chegou no Brasil, mas a nova mania entre os blogueiros deste lado do hemisfério é preparar em casa os seus próprios “Bitters”. É uma ótima maneira de incrementar e dar um toque exclusivo a Old Fashioneds, Negronis, Metropolitans e afins. Há também quem aproveite em bolos, sobremesas e até saladas.

Já contei por aqui que não sou propenso a testar modinhas culinárias. Não embarquei na cozinha molecular, nem no thermomix. Tampouco na cocção à baixa temperatura, no sorvete de keffir, na neura do “ovo perfeito” e no caramelo salgado – apesar de adorar este último. Na verdade, fujo de modismos e detesto seguir tendências. Exceção feita, sem arrependimentos, ao Levain caseiro.

Acontece que desde que mudamos para a China passei a preparar mais drinks em casa. Comecei a explorar os coquetéis mais tradicionais (de novo, nada de modismos!), meus preferidos. Ter à mão o meu próprio bitter pareceu-me boa ideia, uma ótima maneira de diferenciar. Considerando que estou em Shanghai, optei por especiarias que insinuassem algo do aroma da comida local: anis estrelado, canela e gengibre – bem shanghaineses. Para dar bossa, um ramo de alecrim do jardim (este não é chinês…) e na falta de ervas específicas (genciana, por exemplo) as cascas de limão e laranja trouxeram amargor e muito perfume.

Após duas semanas de maturação, o bitter artesanal estava pronto. Testei na semana passada em alguns drinks. Ficou ótimo no Negroni e no Manhattan também. Entretanto não funcionou com o Dry Martini, que, entre tudo que já foi inventado por detrás de um balcão de bar, é o meu preferido (vou continuar fazendo-o como antes, da maneira “quase clássica”). Os amigos adoraram, pediram amostras e disseram que eu deveria rotular a garrafinha e dar um nome à bebida. Não me fiz de rogado: desenhei um rótulo e batizei o bitter de “Mr. Luó”, que é nada mais, nada menos do que meu nome chinês. E ainda tive a pachorra de fotografar. Maluquices de marqueteiro após dois Negronis na cabeça…

Bitter Artesanal – Minha receita (“Mr. Luó”)

Ingredientes:
-Casca de 1 limão sciciliano (com a parte branca, para dar amargor).
-Casca de 1 laranja bem madura (com a parte branca para dar amargor).
-5 cravos da Índia.
-1 pau de canela.
-3 anis estrelado (colocar menos se preferir um sabor menos pronunciado).
-1/2 noz moscada.
-Zimbro: 5 unidades.
-1 ramo de alecrim.
-2 fatias de gengibre.
-1 colher de sopa bem cheia de mel.
-Vodka o quanto baste.

Modo de preparo:
1.Coloque todos os ingredientes em um vidro de compota. Complete com a Vodka e feche hermeticamente.
2.Deixe macerar por no mínimo 2 semanas, sacudindo o vidro uma vez por dia.
3.Após o período de maceração, coe e engarrafe.

Recent Posts

See all
Outro "Curry". Entre aspas mesmo!
Lavoisier: Minha Receita de Pão de Milho
Aprendiz XIV - Tour de France - Chinon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *